A queda dos estoques desses tipos sanguíneos ultrapassa 50% em toda a rede

Uma queda de 63% nos estoques de sangue do tipo O positivo e de 53% nos estoques dos grupos negativos são motivo de grande preocupação da Fundação Hemominas quanto ao risco de desabastecimento de sangue no estado.

Responsável por uma cobertura hemoterápica da ordem de 95% em Minas Gerais, relativa a procedimentos vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS), a rede Hemominas abastece aproximadamente 600 entidades conveniadas, incluindo hospitais públicos, filantrópicos e particulares, alcançando aproximadamente 800 municípios, direta ou indiretamente. Lembrando, ainda, que em seus ambulatórios são atendidos cerca de oito mil pacientes hematológicos que dependem de transfusão sanguínea para sobreviver.

Mais do que nunca é fundamental que os doadores voluntários de sangue dos referidos grupos sanguíneos compareçam o quanto antes a uma de suas unidades para realizar a doação. Sangue não se compra nem se vende: só a doação solidária, consciente, responsável pode salvar vidas.

O quadro é agravado pela pandemia e inverno que impactam no comparecimento de doadores. Vale destacar que a Fundação Hemominas toma todos os cuidados para garantir a segurança dos doadores em suas unidades: uso de máscara, distanciamento, higienização adequada, higiene frequente de mãos, como recomendam a Anvisa e a Organização Mundial de Saúde.

Agende sua doação online ou pelo aplicativo MGapp-Cidadão e ajude a salvar vidas!

Como fazer a doação

Entre os requisitos básicos para doar, é necessário estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, mais de 50 kg, estar bem descansado no momento da doação, estar alimentado e apresentar documento original e oficial com foto.

Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos vírus Covid-19, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial ficam inaptos por 30 dias após completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindiquem a doação);

Candidatos que tiveram contato com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico/laboratorial de infecção pelo Covid-19 são considerados inaptos pelo período de 14 dias, após o último contato com essas pessoas.

Em virtude da pandemia, o candidato que apresente qualquer sintoma respiratório, mesmo leve, deverá aguardar 30 dias após recuperação para doar.

Vacinas

A vacinação contra a Covid-19 também impacta no comparecimento de doadores nas unidades, já que existe um período de inaptidão após cada dose. Esse prazo depende da vacina recebida. Para as vacinas disponíveis até o momento, os prazos são:

  • Coronovac/Sinovac: 48 horas
  • AstraZeneca/Fiocruz: 7 dias
  • Pfizer/BioNTech: 7 dias
  • Janssen-Cilag: 7 dias
  • Sputnik V: 7 dias
  • Covaxin/Bharat Biotech: 48 horas
  • Moderna: 7 dias
No site da Fundação Hemominas estão descritas todas as condições e restrições para doação de sangue.
Gestor responsável: Assessoria de Comunicação Social