Tipos de atendimento

A Fundação Hemominas é referência para o diagnóstico e tratamento de pacientes portadores de coagulopatias, hemoglobinopatias  e que necessitam de transfusão de sangue ou sangria terapêutica no estado de Minas Gerais.

Essas patologias são de evolução crônica e podem acarretar sequelas físicas. Para reduzir os danos e garantir a qualidade de vida dos pacientes, a Hemominas disponibiliza uma equipe multiprofissional – composta por hematologista, clínico geral, infectologista, ortopedista, fisiatra, fisioterapeuta, assistente social, psicólogo, pedagogo, enfermeiro, dentista, farmacêutico, dentre outros – que acompanham os pacientes, submetendo-os periodicamente à avaliação laboratorial, médica, odontológica e fisiátrica. Tudo feito de acordo com os padrões estipulados pelos protocolos de tratamento dos órgãos federais.

Gestor responsável: Diretoria Técnico-Científica

Coagulopatias Hereditárias

Portadores de coagulopatias hereditárias (hemofilias A e B), doença de von Willebrand, trombocitopatias e outras deficiências hereditárias de fatores da coagulação, podem buscar tratamento na Fundação Hemominas. O paciente deve procurar uma das unidades de atendimento listadas abaixo, com a documentação necessária, incluindo o encaminhamento do médico que realizou o diagnóstico da doença (solicitação para que a pessoa receba o tratamento).

Coagulopatias:

Requisitos para o atendimento

Ter a suspeita de distúrbio de coagulação hereditária ou diagnóstico confirmado de uma das coagulopatias hereditárias.

Documentos necessários

  • Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento (para preenchimento do cadastro); CPF e/ou CNS (cartão nacional do SUS).

  • Encaminhamento assinado pelo médico que solicitou a avaliação hematológica para que o paciente seja atendido.

  • Resultados de exames recentes (hemograma com contagem de plaquetas e coagulograma).

Exames laboratoriais

Hemograma com contagem plaquetária e coagulograma.

Exames de imagem

Não se aplica.

Unidades que atendem pacientes com coagulopatias

Hemocentro de Belo Horizonte, Hemonúcleo de Diamantina, Hemocentro Regional de Governador Valadares, Hemonúcleo de Ituiutaba, Hemocentro Regional de Juiz de Fora,  Hemonúcleo de Divinópolis, Hemocúcleo de Manhuaçu, Hemocentro Regional de Montes Claros, Hemonúcleo de Passos, Hemonúcleo de Patos de Minas, Hemonúcleo de Ponte Nova, Hemocentro Regional de Pouso Alegre, Hemonúcleo de São João del-Rei, Hemonúcleo de  Sete Lagoas, Hemocentro Regional de Uberaba, Hemocentro Regional de Uberlândia.

 

  • 

 Hemoglobinopatias

Pessoas com hemoglobinopatias (hemoglobina SS, drepanocitose ou anemia falciforme, Hb SC e talassemias) podem buscar tratamento na Fundação Hemominas. O paciente deve procurar uma das unidades de atendimento listadas abaixo, com a documentação necessária, incluindo o encaminhamento do médico que realizou o diagnóstico da doença (solicitação para que a pessoa receba o tratamento).

A Fundação Hemominas disponibiliza alguns dos medicamentos essenciais para o tratamento das hemoglobinopatias e os componentes sanguíneos adequados, quando há necessidade de transfusão. Como o atendimento é eminentemente ambulatorial, os pacientes portadores dessas doenças, quando apresentam problemas clínicos e necessitam de atenção médica de urgência, devem procurar outros serviços da rede pública.

Esses pacientes também são encaminhados à rede municipal de saúde para acompanhamento clínico de rotina e para realização de exames e avaliações de especialidades, tais como neurologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, cardiologia, cirurgia pediátrica e ginecologia. Informações complementares podem ser obtidas nas unidades de atendimento.

Requisitos para atendimento

Ter o diagnóstico confirmado de hemoglobinopatia.

Documentos necessários

  • Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento (para preenchimento do cadastro); CPF e/ou CNS (cartão nacional do SUS).

  • Encaminhamento assinado pelo médico que solicitou a avaliação hematológica para que o paciente seja atendido.

  • Resultados de exames recentes (hemograma, eletroforese de hemoglobina ou teste do pezinho)

Exames laboratoriais

  • Hemograma

  • Eletroforese de hemoglobina ou teste do pezinho

Exames de imagem

Não se aplica. 

Unidades que atendem pacientes com doença falciforme

 

Pacientes que necessitam de transfusão sanguínea ou sangria terapêutica

A Fundação Hemominas realiza atendimento hemoterápico para pessoas que necessitam submeter-se à transfusão de hemocomponentes (hemácias, plaquetas, plasma fresco congelado, crioprecipitado) ou à sangria terapêutica. Para isso, os pacientes devem apresentar condições clínicas para realizar esses procedimentos em nível ambulatorial. O paciente deve procurar uma das unidades de atendimento listadas abaixo.

Para transfusão de sangue será avaliado por médico hematologista ou clínico geral que irá avaliar seu estado clínico e a necessidade de realização do procedimento recomendado.  Após a avaliação, o paciente (ou responsável) assinará o termo de ciência do ato transfusional e, em seguida, será encaminhado ao setor da transfusão, onde será agendado o procedimento e feita a coleta de uma amostra de sangue para realização de prova cruzada.

Para sangria terapêutica, após a avaliação médica, o paciente será conduzido ao setor de transfusão, onde se submeterá ao procedimento, que dependerá, também, da disponibilidade de leito na unidade no momento do atendimento.

Informações complementares podem ser obtidas em uma das unidades de atendimento.

Requisitos para atendimento

Encaminhamento médico e exames recentes.

Documentos necessários

  • Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento; CPF e/ou CNS (cartão nacional do SUS).

  • Encaminhamento médico solicitando a transfusão ou sangria terapêutica.

  • Resultados de exames recentes.

Exames laboratoriais

  • Para transfusão de sangue: hemograma e, dependendo de outros hemocomponentes,  coagulograma 

  • Para sangria terapêutica: hemograma e dosagem de ferritina. 

Unidades que atendem pacientes para transfusão de hemocomponentes e sangria terapêutica

Hemocentro de Belo Horizonte, Hemonúcleo de Diamantina, Hemocentro Regional de Governador Valadares, Hemonúcleo de Ituiutaba, Hemocentro Regional de Juiz de Fora,  Hemonúcleo de Divinópolis, Hemocúcleo de Manhuaçu, Hemocentro Regional de Montes Claros, Hemonúcleo de Passos, Hemonúcleo de Patos de Minas, Hemonúcleo de Ponte Nova, Hemocentro Regional de Pouso Alegre, Hemonúcleo de São João del-Rei, Hemonúcleo de  Sete Lagoas, Hemocentro Regional de Uberaba, Hemocentro Regional de Uberlândia.